O ícone do cinema de gênero, o cineasta George A. Romero, famoso por trazer o universo dos zumbis à cultura pop, faleceu neste domingo (17), aos 77 anos, por conta de um câncer no pulmão.

George, que usou do cinema de terror para abordar temas como o racismo, consumismo e conflitos da sociedade moderna, faleceu em casa, em Nova York. “Ele faleceu enquanto ouvia a trilha de um dos seus filmes favoritos, “The Quiet Man” (1952), com sua esposa Suzanne Desrocher Romero, e a filha, Tina Romero.”, revela os familiares.

O cineasta se firmou como um ícone dentro do terror, usando os zumbis como analogias para refletir sobre questões sociais. Seu primeiro longa, “A Noite dos Mortos-Vivos” (1968), foi um sucesso de crítica e de público e, além e revelar o nome de Romero para o mundo, também estabeleceu o cinema de zumbi dentre uma das grandes vertentes do gênero de terror.

Ao longo da carreira, Romero dirigiu dezenas de produções, o seu último filme como diretor foi o “A Ilha dos Mortos” (2009). Nos últimos anos ele atuava mais fortemente como produtor e estava trabalhando no filme “Road of the Dead“, que ainda não possui data para estreia.

Descanse em paz, George A. Romero.