Voltamos com mais uma edição do Curta de Quarta, dessa vez com uma obra primorosa do cinema brasileiro, o filme “São Paulo, Cinemacidade” (1994), dirigido por Aloysio Raulino, Regina Meyer e Marta Dora Grostein.

“São Paulo, Cinemacidade” é um retrato abstrato da cidade de São Paulo, feito através de colagens de cenas de filmes que usam a grande metrópole como um personagem. A partir da edição do filme novas perspectivas são dadas às cenas, que são dividas em cinco capítulos: transformação, anonimato, multidão, precariedade e dimensão.

As rimas temáticas que as cenas ganham são impressionantes, parecendo que na verdade elas sempre conversaram entre si. Talvez a cidade com seus conflitos seja a grande responsável por causar essa impressão de unidade dentre as cenas recortadas e colocadas em “São Paulo, Cinemacidade“. Mas o filme, além de mostrar a cidade em várias facetas, ele também é um grito de paixão ao cinema paulistano realizado em várias épocas. Isso fica muito evidente nos créditos finais do filme, quando as citações às obras que fizeram parte do curta são faladas em off, como se fosse de fato um testemunho narrado, transcendendo as normas convencionais dos créditos e com isso dando muito mais valor a cada cena ali utilizada.

Se você se encantou com a proposta de “Cinema Novo” (2016), de Eryk Rocha, também vai se encantar com a narrativa de “São Paulo, Cinemacidade“. Um verdadeiro filme testemunho, como dito anteriormente.

Agora, curta o curta!