O longa “Invisível” (2017), novo filme do premiado cineasta Pablo Giorgelli, ganhador da Caméra d’Or em Cannes por “Las Acácias” (2011)estreia no Brasil no dia 9 de novembro, através do projeto Sessão Vitrine Petrobrás.

O filme acompanha um momento muito importante na vida de Ely, que tem 17 anos e mora no bairro de La Boca em Buenos Aires. Ely engravida e entra em uma turbulência sentimental que a leva a tomar uma decisão que mudará sua vida para sempre.

“Sempre me comovi pela gente que se sente sozinha. Esse momento de vulnerabilidade em que um se sente desamparado e deve superar na solidão a dor e a tristeza. É dai que nasce este filme. Da minha própria tristeza e desamparo. Vem também de gente que conheci no meu conjunto habitacional no bairro da Boca em Buenos Aires. Os cidadãos invisíveis, anônimos. Gente que trabalha e sobrevive e ocupa esta cidade sem ser ocupante. Gente que tem a necessidade instintiva da rebeldia frente a um futuro que dizem não lhes pertencer. Gente que sabe conviver com as consequências do sistema que os exclui um pouco mais a cada dia. Gente que no quer estar mais sozinha e resiste como pode. Gente invisível como a gente.”, comenta o cineasta Pablo Giorgelli.

Invisível” foi exibido dentro da mostra Orizzonti, no Festival de Veneza 2017 e será exibido também em outubro, no Festival do Rio 2017.