O Festival de Cannes 2018 começa hoje (8) e, para celebrar a chegada do mais grandioso festival de cinema do mundo, o Now e o iTunes vão disponibilizar, com 50% de desconto, filmes que fizeram história no evento.

Na lista, filmes vencedores da Palma de Ouro, como “The Square: A Arte da Discórdia“, indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro neste ano, “Eu, Daniel Blake”, “Winter Sleep” e “Azul é a Cor Mais Quente”. Produções que chamaram atenção da crítica também estão na lista, como “120 Batimentos Por Minuto”, “Em Pedaços”, “Demônio de Neon”, “Carol”, “Paterson”, e o brasileiro “Aquarius”.

A promoção ocorre do dia 10 ao dia 31 de maio.

Confira abaixo alguns destaques, dos mais de 100 longas que estarão com até 50% de desconto.

Palma de Ouro em 2013, “Azul é a Cor Mais Quente”, de Abdellatif Kechiche, conta a história de Adèle (Adèle Exarchopoulos), que descobre sua primeira paixão por outra mulher aos 15 anos de idade. Sem poder assumir esse desejo, ela se entrega por completo a este amor secreto, enquanto enfrenta problemas com sua família.

The Square: A Arte da Discórdia”, do diretor e roteirista Ruben Östlund, é o atual vencedor da Palma de Ouro. O longa conta a história do diretor de um museu que, para promover o sucesso de uma instalação de arte, decide contratar uma empresa de publicidade. O longa é estrelado por Claes Bang, Elisabeth Moss, Dominic Weste e Terry Notary. O filme também foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e ganhou seis prêmios no Festival de Cinema Europeu.

Preconceito, justiça e opressão estão em pauta no premiado longa “Em Pedaços”, de Fatih Akin, que levou o prêmio de Melhor Atriz para Diane Kruger em Cannes 2017. No longa alemão, Diane Kruger é Katja Sekerci, uma alemã que vive em Berlim ao lado do marido turco Nuri (Numan Acar), e do filho de 7 anos Rocco (Rafael Santana). Um dia, ela é surpreendida ao ser informada que ambos morreram devido a uma bomba colocada diante do escritório do marido. Katja, ao descobrir que os responsáveis pelo atentado criminoso foram integrantes de um grupo neonazista, luta para punir os culpados.

A luta do grupo ativista francês Act Up pela prevenção do vírus HIV e tratamento da Aids é o tema central do elogiado “120 Batimentos Por Minuto”, de Robin Campillo. Ganhador de seis prêmios no Cesar 2017, incluindo o de Melhor Filme – e do Grande Prêmio do Júri de Cannes ano passado, o longa traz fatos vividos pelo próprio diretor, que foi integrante do grupo ativista na década de 90.

Dirigido por Ken Loach, o vencedor da Palma de Ouro de Cannes de 2016, “Eu, Daniel Blake” (2016), é um dos destaques. Protagonizado pelo comediante Dave Johns, o premiado longa britânico conta a história de um senhor que é obrigado a parar de trabalhar por conta de um problema de saúde, mas se vê forçado a procurar emprego quando seu auxílio é interrompido. Na busca por trabalho, ele conhece uma mãe solteira, vivida pela atriz Hayley Squires, que também não possui condições financeiras para se manter, e eles passam a se ajudar.

Ganhador da Palma de Ouro em 2014, “Winter Sleep”, de Nuri Bilge Ceylan, conta a vida monótona de Aydin (Haluk Bilginer), um ator turco aposentado, que gerencia um hotel junto com a esposa com quem já não tem uma relação tão amigável. No inverno, a neve desperta um tédio e ressentimento que fazem Aydin querer partir.

Carol”, drama aclamado pela crítica dirigido por Todd Haynes, acompanha a história de Therese Belivet (Rooney Mara), uma jovem que trabalha numa loja de departamentos. Um dia, ela conhece Carol (Cate Blanchett), uma elegante e misteriosa cliente. Rapidamente, as duas mulheres desenvolvem um vínculo amoroso que terá consequências. O longa foi indicado a seis categorias no Oscar de 2016 e eleito um dos 10 melhores filmes de 2015 pelo American Film Institute. Rooney Mara levou o prêmio de Melhor Atriz do Festival de Cannes, em 2015.

Outros Destaques:

O SAL DA TERRA”, de Win Wenders
PATERSON”, de Jim Jarmusch
DEMÔNIO DE NEON”, de Nicolas Winding Refn
PARTY GIRL”, de Marie Amachoukeli, Claire Burger e Samuel Theis
A FITA BRANCA”, de Michael Haneke
É APENAS O FIM DO MUNDO“, de Xavier Dolan
AMOR“, de Michael Haneke
O GAROTO DA BICICLETA”, de Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne
UM ALGUÉM APAIXONADO”, de Abbas Kiarostami
LEVIATÔ, de Andrey Zvyagintsev
JOVEM E BELA“, de François Ozon
ENTRE OS MUROS DA ESCOLA”, de Laurent Cantet
A GRANDE BELEZA”, de Paolo Sorrentino
LEVIATÔ, de Andrey Zvyagintsev
A TRAMA”, de Laurent Cantet
O FORMIDÁVEL”, de Michel Hazanavicius
O ABRAÇO DA SERPENTE”, de Ciro Guerra
ADEUS À LINGUAGEM”, de Jean-Luc Godard
SAINT LAURENT”, de Bertrand Bonello
DOIS DIAS, UMA NOITE”, de Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne
AS MONTANHAS SE SEPARAM”, de Jia Zhangke